Como misturar estampas sem ficar baranga

Hevelyn Chaves
Moda
28.10.2014
7

Tudo o que mais queremos nessa vida, depois das prioridades básicas e tradicionais, é sair desfilando por aí mega estilosa e atraindo todos os olhares possíveis. E muitas vezes a gente se depara com uma infinidade de dúvidas quando abrimos o nosso guarda roupas para montar um look de matar. Por exemplo: como combinar um monte de estampas diferentes, igual às famosas, sem ficar brega ou parecendo um cabide cheio de roupas aleatórias?

As vezes eu tenho a impressão de que existem coisas que só ficam bonitas nas mulheres com “cara de ryca”, mas nada que um bom “estudo” não possa nos ajudar! Então reuni algumas dicas que podem ser muito úteis na hora do aperto:

como-usar-mix-de-estampas

 Se usar mais de uma estampa em um mesmo look ainda não é muito a sua praia, comece da forma mais discreta e tradicional: selecionando duas peças que tenham duas cores, porém uma inversa à outra.

Não entendeu? Olha só a montagem abaixo. O preto e o branco está presente tanto na blusa quanto na parte de baixo, porém um tom é predominante em uma peça que o outro tem maior destaque na segunda.

Quando menos cores tiver, mais fácil é fazer a combinação. E menor são as chances de errar!

mix-de-estampa-look-em-duas-cores

  •  Mesma estampa, cores diferentes: Outro truque muito usado é escolher a mesma estampa (bolinhas, por exemplo) para as duas peças (uma blusa + saia), porém as cores não são as mesmas como no primeiro caso. É importante combinar os tons aqui, nada de colocar cores que não casam e brigam entre si.
  • Variação no tamanho: É muito comum a gente encontrar inspirações assim feitas com listras. Geralmente usa-se uma blusa com listras mais finas na parte de cima, e a segunda peça com listras mais largas (ou vice-versa).
  • Cor predominante: Fácil de fazer quando a estampa é floral, por exemplo. É só escolher um cor que aparece bastante, e se destaca em meio a tantas outras, e desse tom partir outra estampa para completar o look. Exemplo: uma saia de print bem colorido, porém com o rosa em evidência. A blusa pode ser listrada no mesmo tom de rosa, ou se bolinhas, fica a seu critério.

TUDO-JUNTO-E-MISTURADO-ESTAMPAS

 Por último temos a regra de…não ter regras! Aqui é a hora de ousar e brincar com todas as possibilidades. Mas é importante não ter medo dos olhares e nem se intimidar com opiniões contrárias. Eu penso muito que o que torna um look maravilhoso é a pose da pessoa que está usando: se ela segura ou não aquele estilo. Moda é isso mesmo, um jogo de estilos e cores, um grande teste do que cai bem ou mal com a nossa personalidade.

Grandes exemplos de mulheres poderosas que ousam e sempre se dão bem são: Thássia Naves, Isabella Fiorentino e Aimee Song, como mostrei na primeira montagem acima. Vocês concordam com isso?

Se curtiu, já pode ir preparando seus prints preferidos para usar bastante no verão. Essa foi uma tendência desfilada na semana de moda em Paris, e que tem tudo para cair (ainda mais) na graça das Brasileiras.

Camisa jeans: uma peça básica

Bia Yzawa
Moda
27.10.2014
8

CAMISA-JEANS-ABRE

Se você procura deixar seu guarda-roupa funcional, recomendo fortemente investir numa boa camisa jeans. Por que? Primeiro que é versátil, agrada a todos, independente do estilo. A camisa jeans também é democrática e cai bem em todos os tipos de corpo. Além disso, é uma peça confortável e prática – conseguimos montar diversos looks, desde um básico para passear num final de semana até um mais clássico para trabalhar. Peça básica, versátil, democrática e fácil de vestir: ou seja, vale a pena.

CAMISA-JEANS-2b

site | KARLA | BIA | site

A maneira mais fácil de usar a camisa jeans: fechada, com uma calça, saia ou shorts. O primeiro look é uma opção para trabalhar, com uma calça neutra e escarpim. O segundo look ficou bem lady like com essa saia mídi e sapatos de bico arredondado. As últimas produções são ótimas inspirações para passear, pois o conforto fala alto com coturnos e rasteirinhas.

CAMISA-JEANS-1

CAMILA | AIMEE | SABRINA | google

Usar a camisa jeans aberta é uma opção que a faz uma terceira peça, tal como uma jaqueta jeans, porém mais leve e confortável: uma ótima maneira para se vestir na meia estação. A produção com a saia rendada ficou feminina e romântica.

CAMISA-JEANS-3

google | SABRINA | ANNABELLE | google

Usar a camisa jeans junto com uma terceira peça acrescenta mais detalhe à produção. Usado com calças e casacos mais pesados nos dias mais frios; ou com saias e shorts na meia estação. Acrescente cor para deixar o look alegre e despojado.

CAMISA-JEANS

site | AIMEE | KARLA | site

E por fim, uma maneira criativa de usar a camisa jeans: em camadas. A camisa, nesse caso, torna-se um detalhe estiloso. A maneira mais fácil de montar o look é em dias frios; mas as mais ousadas podem se inspirar na Karla e usar a camisa jeans por baixo de um vestido/colete, mostrando mais a camisa jeans por baixo.

 

É ou não é uma peça versátil, básica e democrática? Escolha a lavagem que mais lhe agradar e não se esqueça de escolher bem a sua camisa: vale a pena investir naquela mais macia, pois ela será mais confortável e maleável (importante para ser usada nos looks em camadas).

Brigadeiro com recheio de coco – vegano

Grazi Lotti
Morando Sozinho
27.10.2014
20

Eu nem estava me lembrando de Halloween direito, até que vi o post da Kah sobre decoração nesse tema e daí veio uma luz. Resolvi fazer um graça com meus docinhos. Posso? xD

Bom, eu fiquei inventando essa receita na minha cabeça e deu nisso. Eu sei que existe brigadeiro com recheio de beijinho, mas esse meu jeito é diferente. Além de ser vegano (risos), o recheio foi feito com a manteiga de coco que usei lá no post do waffle, lembram? Ela é super fácil de fazer, você apenas bate coco ralado no processador até o óleo do próprio coco começar a dar a textura mais cremosa. Para aprender com mais detalhes clica aqui ♥.

INGREDIENTES

ingredientes

  •  1 lata de leite condensado de soja
  • ¹/2 xícara de manteiga de coco
  • Coco ralado para adornar. Eu não curto chocolate granulado então usei essa opção.
  • 2 colheres (sopa) de cacau

IMG_1359

Com a manteiga pronta, separei ¹/2 xícara dela e misturei com 2 colheres (sopa) do leite condensado de soja e deixei de canto. Se sua manteiga estiver muito mole, deixe um pouco no freezer pra ganhar mais consistência na hora de montar o doce.

IMG_1343

Agora prepare o brigadeiro usando o resto do leite condensado adicionando as 2 colheres (sopa) do cacau em pó.

brigadeiro

Misture bem e depois leve ao fogo baixo, misturando durante cerca de 10 minutos ou até perceber que engrossou, naquele ponto de brigadeiro de colher, sabe? ♥

Deixe esfriar e depois leve ao freezer até ficar durinho ao ponto de poder fazer as bolinhas de brigadeiro.

IMG_1371

Enquanto isso, faça as bolinhas com a manteiga de coco. Para isso, vá apertando de forma a moldar com os dedos e não enrolando nas mãos, pois dessa forma vai acabar esfarelando, okay? Eu adicionei o leite condensado para acrescentar um pouquinho de sabor ao coco e deixar também o recheio mais umidinho, auxiliando na hora de modelar para as bolinhas não se desfazerem.

brigadeiros

Na hora de montar é fácil. Com as mãos úmidas para o brigadeiro não grudar, faça uma bola maior que a de coco e achate para abrir. Em seguida é só colocar a bolinha menor no meio e fechar enrolando normalmente.

IMG_1375

 Passei no coco, mas você poderia usar o granulado ou até mesmo o pó do cacau. Acho que também fica bom (=

IMG_1377

 Queria mostrar a diferença de tamanho depois de pronto. Confesso que fiz umas bolas monstros kkkkkk ♥

brigadeiro com recheio de coco vegano

E é isso! Ah, muito fácil, né? Uma forma diferente de juntar o brigadeiro com o coco sem precisar fazer o beijinho. Com essa manteiga, o recheio fica mais firme e também não tão doce, porque não é necessário usar uma lata inteira de leite condensado. Só o necessário para facilitar na hora de fazer as bolinhas. Acho que acaba não ficando enjoativo por ter o coco ali quase que na sua forma pura, entende?

Rendeu 9 bolas monstros dessas e sobrou  manteiga de coco. Com ¹/2 xícara dá pra fazer bastante. O esquema seria fazer mais uma ou até mais duas receitas do brigadeiro e ir fazendo até o recheio acabar. Bom, foi uma receita teste então não sei exatamente quantas bolinhas dá pra fazer aehuahue.

O brigadeiro também não levou margarina, porque apesar de ter uma marca que não leva ingredientes de origem animal na composição, ela faz testes em animais. Sem falar que não acho necessário (=.  Coco com chocolate é bem bom. Quem mais curte? Ah, se alguém tiver uma ideia de post pra eu fazer fala aqui nos comentários! Beijos e até =**