Vou comprar uma câmera, e agora? – Parte III – DSLRs e Mirrorless

Mayara
Off
18.01.2013
31

Olá meninas lindas! Aqui é a Mayara e finalmente estou de volta, agora pra ficar. Peço desculpas pela ausência, mas o final de ano foi corrido, cheio obrigações com o estúdio e algumas viagens, que fizeram com que eu ficasse distante do blog. Mas aqui estou pra continuar a terceira e última parte da série especial e mais pedida sobre câmeras. Os dois posts anteriores sobre o assunto podem ser visualizados aqui e aqui. Também gostaria de dizer que acabo de criar um instagram, ainda não consegui mexer muito, nem procurar pessoas conhecidas, estou sem facebook e isso dificulta um pouco o processo. Mas, comecei a explorar suas funções e gostaria muito de compartilhar com vocês um pouco do meu olhar por lá, então me sigam: @mayaramegiolaro . E pra quem quiser ver um pouco mais do meu trabalho, é só acessar meu site.

 

Foto feita com uma Canon 60D

 

Hoje vou falar sobre as DSLRs e as modernas Mirrorless, que geralmente são o investimento escolhido por quem quer se aprofundar no mundo fotográfico. O assunto sobre o que seria ou não um equipamento profissional gera certa polêmica entre alguns fotógrafos e especialistas, já que existem muitos modelos no mercado e alguns são considerados mais completos e outros menos. Porém, enquanto começava a escrever, lembrei do que um professor me disse certa vez: “se você ganha dinheiro com seu equipamento, não importa qual seja, ele é profissional”. E eu concordo com essa afirmação, mas é claro que um equipamento com mais recursos faz com que o resultado final se torne diferenciado e tenha aquela pegada mais profissional.

DSLRs

DSLR significa Digital Single-Lens Reflex, que seria algo como “câmera digital de reflexo por uma lente”. Nelas, ao invés da imagem ser capturada pelo sensor e dessa forma ser reproduzida numa tela de LCD atrás da câmera, a imagem é refletida por um espelho direto para o visor. Na hora de tirar a foto, esse espelho se recolhe e o sensor captura a imagem. Essas câmeras possuem muitas possibilidades para que o fotógrafo tenha controle total das funções no modo manual. A liberdade de regular a abertura do diafragma, ISO e velocidade são alguns dos recursos úteis para fazer a foto ficar o mais próximo do que o fotografo deseja. Seu preço pode variar entre 1800 a 8000 reais ou mais, dependendo dos acessórios escolhidos, local da compra, entre outros. Possuem lentes intercambiáveis que auxiliam em melhores resultados em diferentes situações.

Importante: Coloquei algumas DSLRs que eu já tive a oportunidade de conhecer e recomendo. Sei que existem muitas outras marcas que as fabricam e que com certeza possuem qualidade excelente, porém nesse segmento meu conhecimento está limitado a Canon e Nikon, por isso não incluí outros fabricantes. Da mesma maneira, existem outros modelos da Canon e Nikon que são um espetáculo, porém nem caberiam todos aqui, então me limitei a alguns exemplos somente.

Mirrorless

Muitos as chamam de híbridas, por possuírem corpo compacto, mas recursos de DSLRs. As câmeras denominadas Mirrorless não têm espelhos para redirecionar a imagem para o visor ótico.  Nessas câmeras a luz chega diretamente o sensor, sendo assim, o sensor fica exposto e na maioria dos modelos não é possível visualizar a cena a ser fotografada pelo visor ótico, somente pelo LCD.  Com a ausência dos espelhos, um dos maiores benefícios foi a diminuição de tamanho do equipamento. Muitas vezes as DSLRs se tornam desconfortáveis pra carregar em todos os lugares, as Mirrorless vieram pra minimizar esse ponto que pode ser negativo em algumas situações. Elas possuem as queridas lentes intercambiáveis e controles manuais. Seu preço pode ficar entre 1500 e 5000 reais, podendo variar também de acordo com o modelo escolhido, acessórios e local da aquisição.

 

Lentes

Dizem que a lente é como a alma da câmera, a verdade é que muito do resultado que o fotógrafo quer pode ser influenciado pelo modelo de objetiva escolhida. Digo isso por experiência própria, pois quando comecei na fotografia fiquei decepcionada por não alcançar os resultados que gostaria. Depois de estudar um pouco, descobri que precisava de uma lente que me auxiliasse nesse sentido. Cada objetiva procura atender a diferentes tipos de situações. Existem sim algumas mais versáteis e que podem ser utilizadas em várias situações, porém geralmente as mais específicas trazem resultados finais melhores.

Espero que tenham gostado e aguardem porque nesse ano pretendo estar bem mais presente aqui no blog. Muito obrigada pelos comentários nos outros posts, continuem deixando suas opiniões, dúvidas e sugestões. Quero aproveitar e desejar um 2013 maravilhoso pra todas vocês, um pouco atrasado, mas ainda com muito carinho!

Maquiagem inspirada na Adele Golden Globes

Karen Bachini
Maquiagem
17.01.2013
68

Uma das maquiagens mais lindas do Golden Globes foi a da Adele. Ela sempre arrasa com looks neutros que valorizam o tipo de rosto dela.

Eu já estava querendo fazer um tutorial inspirado na Adele há bastante tempo, e não perdi a oportunidade!

Quer aprender? Assista ao vídeo:

Eu usei…

  • Sombra Tease da Paleta Naked 2 Urban Decay (comprar)
  • Batom Sabrina Tracta Pausa para feminices (comprar)
  • Delineador Mega Impact Avon
  • Gloss Dior Addict 432 (comprar)
  • Delineador Mega Impact Avon
  • Máscara They’re Real Benefit (comprar)
  • Blush 16 Rose Bourjois (comprar)
  • Paint Pot Painterly Mac (comprar)
  • Paleta Tracta Pausa para Feminices (comprar)

Drenagem Linfática vs. Massagem Modeladora

Heloisa
Beleza
17.01.2013
32

Oi lindas e lindos, sei que também tem homem aí! Mais um post da Helô do www.delarosa.com.br e hoje eu quero contar um pouco pra vocês sobre minhas tentativas desesperadas de salvar o verão, hahahaha. Eu me preparei para estar magra agora no calor, pra ir à praia desencanada e usar coisas curtas acreditando que minha perna estava mais fina… Só que chegou o Natal, o Ano novo e com essas datas muitas coisas gostosas me cercaram. Sinceramente? Eu amo comer e não acho que vale a pena deixar de aproveitar algumas delícias de festa só pra usar biquíni 3x no verão inteiro, então acabei engordando mesmo. Mas como o arrependimento um dia chega, aproveitei aquela coisa de “ano novo, vida nova” pra pesquisar e fazer alguns tratamentos estéticos que ajudam a emagrecer e desinchar… É sobre isso que a gente vai falar hoje, yay!

Eu comecei a fazer drenagem linfática quando tinha 12 anos, porque a minha avó sempre me levava pra fazer massagens e como eu tenho facilidade pra reter líquido, me recomendaram sessões a cada 15 dias… Que agora um pouco mais velha deveriam ser mais frequentes, uma vez por semana. Pra quem não conhece ou tem dúvidas, consiste em uma massagem feita com movimentos rítmicos que ajuda a eliminar as toxinas do nosso organismo. De quebra ela ativa a circulação de todo o corpo, elimina o inchaço e ajuda na oxigenação da pele, o que melhora o aspecto de celulite, por exemplo.

Em outras palavras: drenagem linfática é tudo nessa vida! Hoje em dia eu raramente faço por tempo e dinheiro, acabo recorrendo só em momentos extremos como o verão, mas posso afirmar que me faz muito bem. Sabe quando você se sente pesada, desidratada ou inchada? A melhora é quase instantânea e quando você faz da drenagem linfática uma rotina na sua vida, todo o seu organismo começa a funcionar melhor. Vejo muita gente falando que não faz porque dói… Só que a drenagem muitas vezes é tão sutil que até relaxa. Se doer, ficar hematoma ou dolorido, não é drenagem linfática.

Quanto custa? Os preços variam muito, na Valmari custa R$ 80 e o preço pode cair se você fechar pacotes. Aliás, a escolha da clinica de estética é muito importante: certifique-se sempre de que o profissional foi treinado para realizar o procedimento… Se ele não souber exatamente o que está fazendo, sua massagem não terá o efeito desejado.

Outro procedimento estético que eu testei durante as férias e fiquei completamente chocada com o resultado foi a Lipo Redução Slim & Sculp, da Valmari, que parece uma massagem modeladora, mas é feita com produtos que turbinam ainda mais o emagrecimento. Eu não conhecia, mas fiquei muito interessada em experimentar quando uma amiga da minha mãe perdeu 8cm de cintura após realizar algumas sessões… Isso mesmo! Muita gente fala que é a mesma coisa que drenagem linfática, mas nessa massagem a esteticista pressiona todos os acúmulos de gordura e pontos de celulite, dessa forma esses problemas são visivelmente suavizados a cada sessão. Ela é perfeita para redesenhar curvas e ajudar na redução de gordura localizada, por isso quanto mais gordinha a gente está, maiores são os resultados. Eu realizei esse procedimento na Valmari do Shopping Ibirapuera e quem me explicou tudo e realizou a massagem foi a Lídia Tosi Paiva, profissional que eu totalmente recomendo porque me atendeu muito bem e me ensinou várias coisas.

A primeira coisa que ela faz é medir a área onde você quer a massagem, eu escolhi as coxas porque é o que mais me incomoda no meu corpo. Tudo anotado? Começa uma massagem com cremes para ativar a circulação, daí depois de toda essa coisa relaxante começa a apertação: essa massagem é muito legal, dá resultados, mas dói! Claro que é uma dor suportável e só se você for muito sensível poderá ficar com alguns hematomas, mas no meu caso a dor foi momentânea e nem dolorida no dia seguinte eu fiquei.  O protocolo da massagem ainda conta com a aplicação de um gel que aquece toda a área massageada e ajuda a perder gordurinhas… Eu senti a minha perna muito quente, é demais! E pra finalizar ela passa um mousse que continua agindo por 24horas, assim você continua o tratamento redutor vendo TV quando chega em casa hahahaah, amei essa parte claro.

Na foto: alguns fofinhos fazendo muito mais exercício que eu.

A massagem é muito vigorosa e os produtos parecem bem modernos, mas mesmo assim imaginei que eu perderia 5mm de coxa e já estava feliz da vida! Quando tudo terminou e ela tirou novamente as medidas para ver o resultado, eu perdi 2cm na coxa direita de 1,8cm na esquerda (por algum motivo minha perna esquerda é um pouco mais musculosa), ou seja: sensacional! Eu saí de casa, fui no shopping, tomei um frapuccino cheio de chocolate, passei uma hora recebendo massagem e saí de lá com a perna mais fina… Não é esse o sonho de todo mundo que quer emagrecer? Hahahaha. Claro que se você fechar um pacote vale muito a pena fazer uma dieta balanceada pra maximizar o seu emagrecimento, mas acredito que quem tem gordura localizada e quer perder, nem precisa passar vontade de comer coisas gostosas, só a massagem modeladora já ajuda muito!

Quanto custa? Eu não sei exatamente quanto custa um pacote porque isso varia de acordo com a localização da gordura que você quer perder, mas uma sessão fora de pacote, como eu fiz, custa R$ 55 na Valmari.

Resumo da ópera: são dois tratamentos parecidos, mas com finalidades bem diferentes! Ambos ajudam a manter o corpo saudável e são excelentes para se preparar para dias lindos na piscina, mas se você não tem gordura localizada (oi, sua diva!) eu recomendo a drenagem linfática… Já se você quer emagrecer, diminuir celulite ou se livrar de uma gordurinha que te incomoda, a massagem modeladora ou a Lipo Redução Slim & Sculp foram feitas para você.

  • Valmari Ibirapuera:
  • Tel. 11 5561 3517
  • Shopping Ibirapuera – Av. Ibirapuera 3420, Moema. São Paulo/SP.
  • Existem muitas outras lojas e esteticistas Valmari no Brasil, para saber a mais próxima de você acesse: www.valmari.com.br

Quem já fez massagem modeladora ou drenagem linfática? O que vocês acharam? Qual preferem? Beijos e até a próxima quinta-feira <3