67

Existe um cabeleireiro ou salão perfeito para você?

IMG_0967

Vocês já repararam que nem sempre “cobrar caro” e “ser famoso” fazem de um salão um bom salão? Na verdade, os melhores cortes de cabelos que eu já tive foram em salões que me cobraram R$30-40 no corte, e as melhores tinturas me custaram R$25 + a tinta.

Parece até piada eu contar para vocês que hoje, quando eu tento cortar o meu cabelo em um dos salões aqui de São Paulo eu pago em média uns R$250 no corte, e esse valor é super normal por aqui, em salões medianos. Para pintar nem se fala, ainda mais se você quiser fazer alguma coisa tipo luzes… Outro dia uma amiga minha fez e pagou R$900, ACREDITAM?

Desde que eu me mudei para São Paulo -e os 4 anos que morei em São José dos Campos contam viu? – eu reparei que quanto maior e mais famoso o salão é, menos o profissional se importa com o que você realmente quer para o seu cabelo. Eles tem uma idéia própria sobre o que vai ficar bom em você e sobre o que está na moda, e decidem fazer isso no seu cabelo independente do que você quer. E pior ainda: eles se preocupam em fazer um corte que fique bonito modelado, enquanto você está no salão. Mas poucos se preocupam em fazer um corte que realmente fique bom depois que você lava o cabelo em casa e não passa nenhum daqueles produtos que ele tem disponível no salão, mas você não tem em casa.

Eu já passei por isso não uma, nem duas, nem três vezes nos últimos 5 anos. Até eu achar um bom salão em SJC, onde a cabeleireira realmente me escutava, demorou ohhh, muitos cabelos ruins. E por causa de profissionais que não me respeitaram eu passei uns 3 anos tendo um cabelo que eu não queria, simplesmente porque eles foram incapazes de fazer o que eu pedi.

E parece maldade mas não é não. Eu tenho certeza absoluta que você, ou alguma amiga sua, passou por alguma coisa parecida nos últimos 6 meses. Eu mesma tenho 2 amigas que passaram por situações parecidas nesse último mês. Uma pediu para tirar as pontas e ganhou 6 dedos a menos no cabelo. A outra, teve o cabelo cortado completamente torto, um absurdo. Ambas em salões grandes e renomados, com profissionais que se gabam por ter trabalhado no salão X, Y e Z, e cortado o cabelo de fulana, beutrana e ciclana.

E sabe o que me deixa mais chateada? É que quando isso acontece tudo que você pode fazer é um escândalo, e chorar ou reclamar no facebook. Ninguém realmente te ouve, não há um lugar para onde você possa ir e tentar ter os seus direitos ou pelo menos reclamar do profissional onde outras pessoas vão ler. O seu cabelo está mais curto, ou mais danificado, ou muito mais cagado do que você queria, a culpa é do profissional que você pagou e não fez um bom serviço e não há nada que você possa fazer a não ser esperar crescer.

E todo mundo sabe que cabelo é uma das coisas que mais mexe com a auto estima da mulher. É aquela coisa que, se não estiver do jeitinho que a gente quer, faz a gente ficar realmente infeliz, se olhar no espelho todos os dias e se odiar.

E é por esses e outros motivos que eu ando pensando 15x antes de cortar ou pintar meu cabelo ultimamente.

28

Qual é o lado bom e ruim de blogar?

lado-bom-e-ruim-blogar

Eu sou blogueira há 7 anos, acreditam? Tudo começou como um diário online, e hoje virou minha profissão!

Eu sei que muita gente tem curiosidade sobre como é isso, como eu faço, o que eu sinto, por isso respondi uma tag e contei tudo sobre como é blogar para mim! Olha só:

As perguntas:

  • O que sente quando liga a câmera e começa a gravar?
  • Como administra vida pessoal x vida virtual?
  • Como e quando percebeu e decidiu que ser blogueira era o que você queria como profissão?
  • Qual o maior erro que você acredita já ter cometido no mundo virtual? Ou em seus vídeos?
  • O que te motiva a blogar?
  • Se os planos com o blog não derem certo, você tem um plano B?
  • Já sofreu algum preconceito ou piadinha entre amigos e/ou conhecidos pelo fato de ser blogueira? Como fez ou faz para mostrar que isso é sua profissão e não um passa tempo?
  • Em um tempo onde há tantos blogs e canais falando das mesmas coisas, como faz para ter um diferencial?
  • Já passou por alguma situação “mais chata ou incômoda” pelo fato de ter sua vida exposta na internet? Qual?
  • Qual o seu maior defeito? Você tenta disfarçar isso nos vídeos?
  • Depois que virou blogueira, o que mudou em você?
  • O que seu blog significa para você?
  • Qual o seu maior desejo com o blog? Onde deseja chegar?
  • Qual o lado bom e o lado mau de blogar? Diga em poucas palavras ou em apenas uma frase.
22

Como tirar o visto americano?

como-tirar-visto-passaporte (1)

No final de 2012 o processo para retirada do Visto Americano mudou. O objetivo era agilizar todo o processo, que antes era feito em apenas um dia e agora é feito em dois.

A parte ruim, é que quem mora no interior precisa viajar até as capitais duas vezes, mas a parte boa é que antes, um processo que demorava de 4-6 meses para ser agendado, hoje pode ser agendado com 2 semanas.

Como muita gente ainda tem dúvida na hora de tirar, e quem nunca tirou fica completamente perdido, resolvi fazer um guia ensinando como tirar o visto passo a passo, vamos lá!

Passaporte

Em primeiro lugar você precisa do passaporte. Para retirar você precisa ir até a Polícia Federal, e no site deles tem toda a documentação necessária e passos que você precisa tomar. A dica é sempre ir arrumado, porque a foto do passaporte vai ser tirada lá, no dia do agendamento. Não use maquiagens fortes ou acessórios que chamam muita atenção. Eu já fiz um passo a passo de maquiagem para sair bem na foto 3×4, e foi com essa maquiagem que eu fui fazer o meu passaporte.

Formulário DS-160

Com o número do seu passaporte em mãos, você vai precisar preencher o formúlario DS-160. Ele é o documento que vai conter todas as suas informações e intenções com a viagem. O formulário deve ser preenchido em inglês, mas o site tem um tradutor para português que ajuda muito, e é importante preencher todas as informações com muita precisão, afinal isso é um documento.

Uma coisa muito importante é salvar a cada passo e anotar o seu código para recuperar o formulário salvo. Ele meio que reseta o seu acesso de tempos em tempos, e como o formulário é gigante você vai precisar salvar e reconectar algumas vezes. Geralmente, preencher o formulário com atenção leva de 1-2 horas, então reserve tempo e paciência.

Tenha em mãos seu passaporte, CPF, RG, e se você tiver, o seu visto antigo. Você vai precisar dessas informações.

Ah, antes você precisava subir uma foto no formulário, e ainda há essa opção. No entanto você não precisa mais subir a foto, uma vez que agora elas são tiradas no CASV.

No final do formulário, você vai ser direcionado a uma página com a confirmação de preenchimento do DS-160. Esse papel tem um código de barras. É essencial que você imprima e leve esse papel nos dias da entrevista. Sem ele você não consegue tirar o visto.

como-tirar-visto-passaporte (4)

Pague a taxa de solicitação MRV

Agora só tem uma taxa de emissão do visto, antes precisava pagar umas 2 ou 3. A taxa custa U$160 para vistos de visitante, e você pode consultar os valores para outros tipos de vistos aqui.

Assim que você termina de preencher o DS-160, você pode se cadastrar no site CSC, clicar em “Agendar Entrevista“, escolher os locais onde vai fazer a entrevista, o tipo de visto, e pagar a taxa. O pagamento pode ser feito com cartão de crédito (que libera o agendamento da entrevista na hora), em dinheiro em qualquer agência do Citibank ou por boleto bancário (essas últimas opções demoram 48h para liberar o agendamento da entrevista).

Ah, importante! Nesse passo você pode escolher receber o passaporte com o visto em casa, ou ir retirar em um CASV. Se você estiver com pressa, recomendo que retire o visto no local, porque é mais rápido.

Se você não quiser/puder fazer online, todo o processo de solicitação da taxa pode ser também feito por telefone. Consulte os números aqui.

como-tirar-visto-passaporte (3)

Agende sua entrevista

A primeira coisa que você precisa ter em mente agora é que você vai precisar ir duas vezes, em dois dias diferentes: a primeira vez você vai ao CASV (Centro de Atendimento ao Solicitante de Visto), que é onde você vai tirar a foto e as digitais, e a segunda vez é no consulado, onde você vai fazer a entrevista. E até precisa ir uma terceira vez, se você escolheu retirar o passaporte no local.

O problema é que você precisa ir primeiro no CASV e depois no consulado. Só que o site te obriga primeiro a marcar a entrevista no consulado e depois a ida ao CASV. Então sempre marque a ida ao consulado sabendo que em algum momento antes disso você vai precisar ir ao CASV. Se você não mora na cidade do CASV/Consulado, pode ser bem esperto e marcar o consulado para terça e o CASV para segunda, assim você pode dormir na cidade e resolver tudo de uma vez.

Você pode alterar no site as datas da sua ida ao CASV e ao consulado com até 24h antes do agendamento.

Indo ao Centro de Atendimento ao Solicitande de Visto CASV

Você precisa comparecer ao Centro de Atendimento ao Solicitante de Visto para coleta dos dados biométricos (foto e impressão digital). Você precisa levar o passaporte válido e aquela página de confirmação do formulário DS-160.

Você pode levar seu celular no CASV, mas precisa desliga-lo na entrada.

A ida ao CASV é realmente rápida e leva cerca de 20-40 minutos. É importante chegar um pouco antes do horário agendado, porque eles geralmente te deixam entrar com 30 minutos de antecedência.

Como é a entrevista para o visto americano no consulado

Essa é a pior parte de todas, porque é nela que você pode ser aceito ou negado. A melhor dica que eu posso te dar é: mantenha a calma e fale a verdade.

Leve uma bolsa pequena, apenas com o essencial. Não pode entrar com fone de ouvidos, celular, nenhum tipo de aparelho ou fio. A segurança é super restrita e você vai ser revistado e passar por detectores de metais.

O processo é mais demorado do que a ida ao CASV, cerca de 1-2 horas. Geralmente tem bastante gente e muita fila, mas tudo anda bem rápido com muita organização.

Documentos necessários: passaporte válido, visto antigo(se houver) e aquela página de confirmação do formulário DS-160.

Documentos adicionais: Leve documentos que comprovem tudo que você disse no formulário DS-160. Cada entrevistador é diferente, e ele pode olhar todos os seus documentos ou não olhar nenhum. Alguns dos documentos recomendados são:

  • Comprovante de Renda (Imposto de Renda, Contracheques ou Pró-labore);
  • Carteira de trabalho (se for empregado);
  • Se você não tem renda própria, leve o comprovante de renda ou extrato bancário de quem vai pagar a sua viagem;
  • Se você for empresário, além do pró-labore, leve o contrato social da empresa, cartão de CNPJ e alvará de funcionamento;
  • Escrituras de imóveis, carros e outros bens que você possua;
  • Matrícula na faculdade;
  • Extrato bancários dos últimos três meses (a movimentação deve ser compatível com a renda declarada);
  • Carta convite da empresa e/ou instituição caso vá participar de cursos ou congressos.

Deixe para comprar as passagens e reservas de hotéis somente depois de ter seu visto aprovado. Não é necessário levar isso na entrevista e o próprio consulado recomenda que nenhum investimento na viagem seja feito antes de ter o visto aprovado.

como-tirar-visto-passaporte (2)

Não existe nenhum padrão para a entrevista. Geralmente é uma conversa sincera, rápida e objetiva. Você pode encontrar perguntas como: Já viajou para fora? Por que você está indo para os Estados Unidos? Quanto tempo vai ficar? Em que você trabalha? Faz faculdade?

Pela minha experiência o entrevistador vai procurar informações que comprovem que você tem vínculos com o Brasil. Por isso é importante levar alguns documentos adicionais. Ter um emprego ou fazer faculdade conta muito, pois comprova que você vai precisar voltar para o Brasil depois. Mas não perca seus cabelos pensando que seu visto vai ser negado, o processo mudou muito e se não houver nada errado com seus documentos a chance de você ser negado é muito baixa.

O meu visto foi negado da primeira vez que eu solicitei, na época eu não tinha empresa aberta e trabalhava apenas com o blog, não fazia faculdade e não tinha bens no Brasil. O entrevistador me explicou que ele não podia me conceder o visto, mesmo com cartas que comprovavam que eu trabalhava para outras empresas, extratos bancários, etc, porque eu não conseguia comprovar nenhum vínculo com o país. Cerca de um ano depois eu solicitei o visto novamente, mas minha situação tinha mudado bastante, eu já tinha empresa aberta e eu estava indo para um congresso específico. Daí foi muito fácil e rápido.

Após conversar com o entrevistador ele já vai te dizer se o seu visto foi aprovado ou negado.

Se o seu visto for aprovado, seu passaporte vai ficar retido no consulado e devolvido mais tarde pelo correio ou retirada no CASV (dependendo do que você escolheu quando agendou a entrevista). Por correio, demora uns 7 dias úteis para chegar.

Se o seu visto for negado, seus documentos não ficam retidos e você pode fazer outra solicitação a partir da semana seguinte. Outra taxa deverá ser paga e todos os dados serão coletados novamente. Nesse caso, o importante é você comprovar que houve uma mudança significativa na sua condição. Eu recomendo esperar no mínimo 4 meses antes de fazer uma nova solicitação.

Boa sorte! :)

Ir para
o topo