Coleção Mac Alluring Aquatic

Karen Bachini
Maquiagem
26.09.2014
15

MAC-Alluring-Aquatic-Collection (15)

Se teve uma coleção de maquiagem em 2014 que realmente mexeu comigo foi a Alluring Aquatic da Mac. Eles escolheram os produtos com muito carinho e atenção, e isso se mostra até nas embalagens, que definitivamente são as mais lindas que eu tenho.

No começo eu só queria um batom e duas sombras, mas acabei não resistindo ao restante da coleção.

MAC-Alluring-Aquatic-Collection (4)

Para começar, os bronzers Extra Dimensions tem um acabamento lindo, mas dão muita pena de usar e estragar o desenho do produto. Eu tenho usado um pouco mas tentado estragar só a parte que está escrito MAC MAC MAC hahahaha!

MAC-Alluring-Aquatic-Collection (8)

E eu fico completamente dividida mesmo, porque o bronzer é lindo e eu quero usar sempre!

MAC-Alluring-Aquatic-Collection (10)

Delphic

MAC-Alluring-Aquatic-Collection (9)

Aphodite’s Shell

Minha cor preferida é a Aphodite’s Shell, porque além do brilho ser lindo, também fica mais bonito na minha pele, que é super clarinha.

MAC-Alluring-Aquatic-Collection (18)MAC-Alluring-Aquatic-Collection (2)

Quem me conhece sabe que eu tenho um fraco por sombras com efeitos, tipo essas extra dimensions mesmo. Sei lá, acho que a gente já usa tanta sombra fosca e com brilho, que quando tem alguma coisa duochrome eu fico doida!

MAC-Alluring-Aquatic-Collection (6)

MAC-Alluring-Aquatic-Collection (14)

Fathoms Deep

MAC-Alluring-Aquatic-Collection (12)

Soul Serenade

MAC-Alluring-Aquatic-Collection (13)

Legendary Love

Não quero escolher uma preferida! Todas são lindas!!! Mas acho que a Soul Serenade é a mais neutra, se você quer comprar somente uma!

MAC-Alluring-Aquatic-Collection (19)MAC-Alluring-Aquatic-Collection (3)

Os batons são outra coisa de doido. Eu queria muito o Godess of the Sea, e tenho usado ele loucamente. Ele não é um roxo super forte, e é ótimo para quem não tem o costume de usar batom roxo.

MAC-Alluring-Aquatic-Collection (5)MAC-Alluring-Aquatic-Collection (20)MAC-Alluring-Aquatic-Collection (11)

MAC-Alluring-Aquatic-Collection (16)

Mystical

MAC-Alluring-Aquatic-Collection (17)

Godess of the Sea

Muito amor essa coleção né? Se você gostou, corre para as lojas da MAC por que são os últimos dias de venda!

30 antes dos 30: Ir para Nova York

Karen Bachini
Vídeos e Vlogs
25.09.2014
7

Uma das coisas mais legais que fiz esse ano foi viajar para Nova York! Tem vários posts no blog sobre essa viagem, e aqui está o último deles: O que eu achei disso tudo! Então nós vamos recapitular aquelas 5 coisas que eu esperava de NY, e vou dizer para vocês o que eu realmente achei da idade.

Essa viagem também estava na minha lista de 30 coisas para fazer antes dos 30 anos! Essa é uma lista muito legal e eu espero conseguir completar mais itens dela em 2015, já que em 2014 não fiz quase nada hahahhaha! Então vou falar um pouquinho disso também!

ny-30-blog

Como não ser pego na alfândega chegando de viagens internacionais?

Karen Bachini
Viagem
25.09.2014
19

Eu amoooo viajar! E uma das melhores partes para mim, que sou mulher e consumista, são as comprinhas! Mesmo quando a viagem não é de compras, a gente sempre acaba comprando alguma coisa. Isso quando não decide comprar aparelhos eletrônicos ou trazer presentes né? E daí voltamos assim, felizes da vida, com malas recheadas e quando chegamos no Brasil PAW – alfândega.

Muita gente não conhece as regrinhas da Receita Federal ou não sabe direito como a coisa funciona, e daí, pode acabar tendo que pagar taxas que você não tem ideia do porquê.

Então preste atenção nessas dicas e entenda como tudo funciona!

Se você vai sair do Brasil com mais de 10 mil reais, você precisa declarar!

Mas lembre-se, se você vai sair com 15 mil reais numa família de 3 pessoas, a conta correta é 5 mil por pessoa, logo você não precisa declarar. A cota é 10 mil por pessoa.

Mas se você realmente está saindo com mais de 10 mil reais, preencha a Declaração de Bagagem Acompanhada (DBA) e a Declaração Eletrônica de Porte de Valores (e-DPV). A falta de apresentação desses documentos pode acarretar em multa, perda total do valor e até sansões criminais.

Entendendo a cota de 500 dólares

Todas as suas compras no exterior, com exceção de itens de uso pessoal tem que totalizar no máximo U$500, se passar disso você precisa pagar imposto. Nesses produtos de uso pessoal (ou bagagem) se enquadram: roupas, produtos de higiene, cosméticos, livros, lembrancinhas. Também são considerados itens de uso pessoal: 1 smartphone, 1 camera fotográfica, 1 leitor de livro digital (não incluí tablet) e 1 relógio. O limite desses itens é UM por pessoa. Isso quer dizer que você pode viajar, comprar uma câmera novinha e leva-la de volta sem problemas. Contanto que você esteja carregando apenas UMA câmera (não importa o valor), e que essa câmera contenha fotos suas da viagem, ou seja, mostre que você esteve usando ela e que ela é de fato, sua, para o seu uso.

Ipads, tablets e notebooks NÃO se enquadram em itens de uso pessoal, então pode ser que você precise pagar o imposto dos mesmos se eles não estiverem sido comprados no Brasil ou se você não tiver pago o imposto sobre esses produtos em uma outra viagem.

taxas-importacao-alfandega (7)

E se eu comprei um produto há 2 anos em outro país, ainda preciso pagar o imposto?

Sim, precisa. Se o produto não foi comprado no Brasil e você nunca pagou o imposto de importação sobre ele, pode ser que agora você precise pagar. A dica aqui é sempre carregar as notas fiscais dos eletrônicos caros que você está levando na viagem, bem como os comprovantes de outras taxas de importação que você já tenha pago sobre eles.

O melhor mesmo nesse caso é declarar o eletrônico de uma vez, assim nas próximas viagens você pode ir tranquilo, na certeza de que não terá que pagar nada.

E aquela cota de U$500 no duty free? Como fica?

Na verdade, o que muita gente não sabe é que você pode importar U$1000 em compras, sendo que U$500 são a cota de compras em outro país e você ganha uma segunda cota de U$500 para gastar no Duty Free. Guarde todos os cupons fiscais para evitar problemas.

E as roupas e cosméticos? São isentos então?

Sim, desde que sejam para uso pessoal. A dica aqui é tirar as etiquetas e embalagens de todas as roupas (na verdade de tudo dentro da sua mala, quanto mais cara de seu e usado, melhor). Outra dica é não comprar itens repetidos, mesmo de cosméticos. Esqueça essa história de ir na Victoria’s Secret e comprar 15 cremes iguais de fragrâncias diferentes, isso levanta suspeitas porque podem ser revendidos. Também evite comprar 5 camisetas iguais de cores diferentes. Novamente, levanta suspeitas.

taxas-importacao-alfandega (9)

Existe algum limite do que eu posso trazer?

Existem limites sim, olha só – para viagens de avião ou navio, não pode trazer mais do que:

  • Bebidas alcoólicas: 12 litros. É importante lembrar que menores de 18 anos não podem trazer bebidas, então você não pode usar a cota dos seus filhos para tentar trazer mais. Outra coisa importante para notar é que são 12 litros e não 12 garrafas.
  • Cigarros: 10 maços com 20 unidades cada um; Charutos ou cigarrilhas: 25 unidades, no total; Fumo: 250 gramasl. Menores de 18 anos também não podem importar esses.
  • Presentinhos ou lembrancinhas de valor unitário inferior a US$ 10: Até 20 unidades, mas não pode ter mais de 10 iguais.
  • Bens que não foram relacionados em nenhum dos itens: 20 unidades no total sendo que não pode ter mais 3 idênticos.

No site da receita federal tem mais informações sobre isso e vale a pena conferir.

E se eu passar do total de U$500?

Antes de desembarcar no Brasil você receberá um papel chamado DBA – declaração de bagagem acompanhada (tem um modelo dele aqui). Você deverá preencher esse papel e entregar no desembarque quando solicitado. Nesse papel você pode escrever os eletrônicos ou bens acima dos U$500 que trouxe na viagem. E aqui você tem uma decisão séria a tomar: declarar ou não declarar os bens.

Se você respondeu afirmativamente alguns dos itens no formulário DBA, vá para a fila dos “Bens a Declarar” e se apresente a fiscalização. Quando você declara um bem, você paga 50% do valor excedente da sua cota de U$500. Por exemplo, se você comprou um notebook de U$2000, você trouxe U$1500 excedente, logo terá que pagar o imposto de U$750. Se você parar para pensar, a maioria dos produtos, mesmo pagando o imposto, ainda valem mais a pena ser trazidos de fora do que comprados dentro do país.

taxas-importacao-alfandega (6)

Se você respondeu não a todos os itens no DBA, dirija-se a fila “Nada a Declarar“. É importante que você entenda que mesmo entrando na fila de nada a declarar você ainda está sujeito a fiscalização. Sempre fica um oficial na fila do nada a declarar, e, de vez em quando ele direciona alguém para a outra fila, e você tem que ir – não tem escolha. Caso isso aconteça e você, de fato, esteja em posse alguma coisa que ultrapasse a cota de U$500 está sujeito ao imposto + multa. A informação mais recente que encontrei é que, caso isso aconteça você pagará 50% do valor excedente da cota (o que você iria pagar declarando) + multa de até 50% sobre o excedente. No caso do notebook de U$2000 ficaria U$750 (50% do valor excedente da cota de U$500) de imposto + até U$750 de multa, totalizando U$1500.

Aí vem um outro problema que é: se você não guardou a nota fiscal desse produto, você terá que pagar o imposto em cima do valor estipulado pelo fiscal, que pode ser bem mais alto do que você realmente pagou e não há como questionar. Então, guarde TODAS as notas fiscais sempre!

Tá com medo da Alfândega? Então confira essas dicas!

  • Sempre, sempre, sempre retire os preços, etiquetas, caixas e embalagens de tudo que você está trazendo. Além de ajudar muito na hora de fazer as malas, também vai evitar que o fiscal encane com você e todas essas roupas novas né?
  • Leve malas compatíveis com a duração da sua viagem! Se a viagem é de apenas 3 dias, você com certeza não precisa dessas 3 malas gigantes.
  • Se você está viajando com família, sempre espere todo mundo para passar junto na alfândega. Geralmente pessoas sozinhas são mais visadas do que pessoas em família, e de qualquer forma, se ocorrer algum problema ou imprevisto é bom ter a família do lado né?
  • E se você está em família, divida as compras igualmente nas malas de todo mundo. Jamais faça uma mala de coisas novas e uma mala de coisas usadas.
  • Sempre guarde as notas fiscais de eletrônicos e sempre leve as notas fiscais de eletrônicos que você comprou previamente a viagem.
  • Não tente enganar os fiscais. Eles trabalham com isso e vêem isso o dia inteiro, estão muito calejados com o “jeitinho brasileiro”. Além de na maioria das vezes não adiantar nada, você ainda pode deixar o fiscal irritado, o que provavelmente vai piorar a sua situação.
  • Não deixe para rearrumar malas no aeroporto. Se você reparar, sempre tem fiscais perto das esteiras ou até olhando por vidros fumês o que você está fazendo. Se você ficar causando confusão ou chamando atenção no aeroporto, a chance de você ser parado ou direcionado para a outra fila é muito grande.

E lembre-se: é melhor declarar um produto e pagar o imposto devido quando você pode, do que ser pego de surpresa em outra viagem onde você não vai ter a cota de U$500 para te ajudar.